Investimentos para iniciantes

Investimentos para iniciantes

Para quem está na poupança e não sabe por onde começar a investir, o Tesouro Direto pode ser uma ótima opção. Eu, particularmente, morro de amores. Neste post, vou apresentar informações básicas sobre esse tipo de investimento, mas que já te ajudarão a dar o primeiro passo.

Aqui, você vai encontrar:

  • O que é Tesouro Direto
  • O que é um Título Público
  • Quais são os tipos de títulos públicos que posso comprar
  • Como investir no Tesouro Direto
  • Qual a rentabilidade do Tesouro Direto
  • Tesouro Direto e Imposto de Renda

O que é o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional, criado em 2002, que permite à pessoa física comprar títulos do governo diretamente, a partir de R$ 30,00. Você não investe no Tesouro Direto em si, ele é apenas o facilitador para acessar os títulos públicos.

O que é um Título Público?

O Título Público é uma dívida do governo. Ele precisa de dinheiro e você o empresta para que ele desenvolva e financie seus projetos. Em troca, o governo garante que vai te pagar a taxa combinada quando o prazo vencer. É um ativo de renda fixa, o que quer dizer que no dia do vencimento você não terá surpresas, vai receber o dinheiro corrigido pela taxa contratada.

Para quem está na poupança uma boa notícia: os títulos públicos são o tipo de investimento mais seguro da economia, pois são garantidos pelo Tesouro Nacional. E se o governo te der um calote, amiga, prepare-se para o apocalipse zumbi. Não vai ter poupança que se salve.

Quais são os tipos de títulos que posso comprar?

Existem dois tipos de títulos públicos: prefixados e pós-fixados.

Títulos Prefixados

Você pode escolher entre Tesouro Prefixado (LTN) ou Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F).

Com esses tipos de título, você sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se ficar como título até o vencimento. Atualmente, para cada unidade de título, o valor bruto a ser recebido no vencimento é de R$ 1000,00.

Eles são indicados se você acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa básica de juros da economia (Selic) no vencimento do título.

Veja a simulação que fiz no site do Tesouro Direto. Você pode fazer várias utilizando a Calculadora do Tesouro Direto.

Suponha que em maio, eu tivesse colocado R$ 5.000,00 na LTN 2023. Na data do vencimento, em 01/01/2023, eu iria receber R$ 7.879,20 já descontados taxas de custodia e IR.

Simulação Tesouro Direto

LTN 2023

Títulos Pós-fixados

Nesse caso, as opções de título são: Tesouro Selic (LTF), Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal) e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B).

O valor dos títulos é corrigido pela Taxa Básica de Juros (Selic) ou pela Inflação (IPCA). Para todos, soma-se ainda uma taxa fixa definida no momento da contratação.

Cada título tem sua taxa predefina mais um dos indexadores (Selic ou IPCA) e seu próprio prazo de vencimento.

No site do Tesouro Direto, estão listados todos os títulos disponíveis para compra e suas respectivas características. Aliás, no site tem até um curso gratuito de Tesouro Direto para entender como tudo funciona.

Como Investir no Tesouro Direto?

Para comprar um título do Tesouro Nacional, você vai precisar de uma conta em corretora, que pode ser do seu próprio banco ou uma corretora independente (a Anita já falou disso aqui, vale reler o artigo).

A única taxa que o Tesouro Direto cobra é a taxa de custódia no valor de 0,30% ao ano. Mas tem muita corretora por aí que quer meter a mão no seu dinheiro e cobra taxas a mais. Prefira as corretoras com taxa zero para Tesouro Direto.

E atenção, se você perguntar sobre Tesouro Direto para seu gerente do banco é bem capaz dele querer te vender outra coisa no lugar. Seja forte e insista (não sem saber quanto a corretora do seu banco cobra por isso).

Qual é a rentabilidade do Tesouro Direto?

A rentabilidade do Tesouro Direto é diária, assim como a liquidez, ou seja, você pode vender os títulos e o dinheiro estará na sua conta no dia seguinte.

O ideal é que você não resgate antes do vencimento, para não perder dinheiro, a não ser que o título que você tiver em mãos esteja muito valorizado (vou tratar disso em outro artigo).

Se você tem um dinheiro e acha que pode precisar dele no curto prazo, o ideal é aplicar no Tesouro Selic – ideal para a reserva de emergência.

Tesouro Direto paga Imposto de Renda?

Sim. A tabela do IR que incide sobre o Tesouro Direto é a regressiva. Assim, quanto mais tempo seu dinheiro ficar lá, menos imposto vai pagar. Veja abaixo:

  • Aplicações até 180 dias – 22,5% de IR
  • De 180 a 360 dias – 20% de IR
  • De 361 a 720 dias – 17,5% de IR
  • Acima de 720 dias – 15% de IR

E olha que legal, se você fez a compra de um mesmo título em várias datas diferentes, na hora do resgate o Tesouro vende o título que for mais antigo para que sempre incida a menor alíquota do IR.

Além disso, se resgatar antes de 30 dias também paga IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

“Nossa, com tanto imposto é melhor deixar na poupança”, não deixe o pensamento poupanceiro seduzir você. Mesmo com a taxa e os impostos o Tesouro Direto tende a render mais que a poupança (vamos acompanhar a queda da Selic para manter o post atualizado).

Bons investimentos!

Tesouro Direto: ponto de partida para seus investimentos

Elaine Fantini


Jornalista por formação. Repórter não praticante. Amante da comunicação e do marketing digital. Investidora nas horas vagas.


Post navigation


2 thoughts on “Tesouro Direto: ponto de partida para seus investimentos

  1. Tenho uma dúvida bem besta, mas já que estamos aqui rsrs…

    Todo mês invisto no mesmo título do tesouro direto. Se eu decidir retirar, o imposto varia pelo tempo de cada valor investido ou será contado pela primeira compra de título?

    1. Oi, Roberta, é isso mesmo. Os dias para incidência do IR são contados a partir da data da compra de cada título. Se você observar na sua carteira, vai ter vários papéis do mesmo título. É como se fosse um baralho. Por exemplo, existe o baralho da NTN-B Principal com vencimento em 2024 e todo mês você compra uma carta desse baralho. Todas têm as mesmas características (pagamento das taxas e prazo de vencimento), mas cada uma foi comprada em uma data diferente. O Imposto de Renda começa a valer a partir dessa data. Não sei se expliquei ou te confundi mais…rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *